Poderá também gostar:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 1 de abril de 2011

A sensibilidade de José

"E veio José a eles pela manhã, e olhou para eles, e eis que estavam turbados."
Génesis 40:6

José filho de Jacob esteve preso por muitos anos, mas a Bíblia revela-nos que, mesmo na prisão, ele teve a sensibilidade suficiente para olhar para o semblante triste do copeiro e do padeiro e perguntar-lhes sobre as causas. Foi essa sensibilidade que mais tarde Deus usou para o tirar da prisão.

Quantas vezes nós estamos absortos nos nossos problemas (e Deus sabe que muitos deles são para serem levados a sério) mas perdemos totalmente a capacidade de olhar para as pessoas e perguntar-lhes como estão. Isto é trágico a muitos níveis, especialmente porque essas pessoas podem ter sido colocadas na nossa vida por Deus tendo em vista um propósito e um plano. A nossa insensibilidade pode atrasar o natural desenvolvimento daquilo que Deus tem em Mente para uma determinada pessoa.

Que coisa horrível quando nós estamos tão centrados em nós mesmos e perdemos a noção do nosso ambiente.

O mais irónico é que essa nossa introspecção excessiva pode atrasar a resolução dos nossos problemas uma vez que a solução para eles pode estar na futura pessoa a quem nós dedicarmos atenção e genuína preocupação. Da mesma forma que foi a sensibilidade de José que o libertou da sua prisão, a nossa sensibilidade espiritual pode ser usada por Deus para nos libertar de um ou mais problemas.

Depois, disse Faraó a José: Pois que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão entendido e sábio como tu.
Génesis 41:39

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto e nem responderás só com links.
6. Escreverás "Deus" e não "deus", "Bíblia" e não "bíblia", "Jesus" e não "jesus".
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.