Poderá também gostar:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 2 de fevereiro de 2013

A autoridade da Bíblia

Uma leitora do blogue Darwinismo colocou algumas questões que exigem uma resposta mais alongada.
......................................................

Olá J,

Antes de mais, tenho que te pedir desculpas pelo atraso da minha resposta.

Vamos agora analisar as perguntas importantes e pertinentes que fizeste

eu só de uma familia cristã e acredito no Criacionismo Biblico desde criança, mas depois eu comecei pensar sobre o evolucionismo, e eu pensei: se para os cientistas é um fato algo deve estar errado com o Criacionismo.
Primeira coisa a lembrar é que a veracidade duma questão não é medida 1) pelo número de pessoas que a defendem, 2) nem através da qualificação das pessoas que a defendem. Mesmo que todos os cientistas da História da Humanidade defendessem que um réptil evoluiu para um pássaro, isso estaria cientificamente errado.

Segunda coisa a fazer é nunca, mas nunca, interpretar a Bíblia à luz das ideias dos homens (qualquer que seja o homem) mas sempre interpretar as ideias dos homens à luz do que a Bíblia diz. Isto é por um motivo muito simples: se tu acreditas que a Bíblia é a Palavra Daquele que sabe tudo, pode tudo, ama a todos, e está em todo o lugar, que opinião estará acima dessa?

Por exemplo, eu toco um pouquíssimo de piano; será que estou qualificado para dar opiniões informadas sobre Chopin, Mozart e outros grnades génios da música? Declaradamente que não; eles é que são a autoridade, e eu sou um curioso da música, cuja opinião musical é irrelevante

Devido a isto, analisar as questões em torno do nosso passado segundo as opiniões de quem não estava lá quando ele ocorreu e, pior ainda, colocar essas opiniões acima Daquele que estava lá quando os eventos decorreram (Deus), é logicamente incoerente.

Resumindo, para nós Cristãos, o que os "cientistas" (que, em contexto, significa única e exclusivamente "evolucionistas") dizem sobre o nosso passado tem que ser analisado à luz da Bíblia e não o contrário.
comecei a pesquisar bastante, mas fui ficando cada vez mais sem esperança, pensando q a Biblia poderia estar errada, fiquei mt abatida. pq para mim é totalmente fora de cogitação desacreditar em Deus.

O que aconteceu contigo (crise de fé) é precisamente o objectivo de quem promove a versão ateísta da teoria da evolução. Esta teoria nada mais é que uma versão anti-Deus do nosso passado, criado com o expresso propósito de fragilizar o Cristianismo. É precisamente por isso (ou também por isso) que um  declínio moral ocorre sempre que a teoria da evolução toma conta duma sociedade. Isto não é "acidental": isto é propositado, premeditado e planeado (tanto pelas hostes demoníacas como por muitos membros da elite social).
mas daí graças a Deus eu descobri varios blogs q defendem o Criacionismo, demonstrando pq acreditam. Mas agora eu penso na possibilidade de os cientistas estarem errados, mas no fundo sempre há duvidas.

É perfeitamente normal os evolucionistas estarem errados. Aliás, o próprio facto de serem evolucionistas é evidência suficiente para se ver que estão errados.

Uma coisa importante a fazer é também nunca colocar em lados opostos "os cientistas" e "a religião", uma vez que isso é uma falsa guerra. Não há guerra entre a ciência e o Cristianismo, mas sim entre os cientistas adeptos do evolucionismo e os cientistas adeptos do Criacionismo Bíblico.

eu vi uma entrevista de Francis Collins e ele disse q era BioLogos
disse q acredita q Deus direcionou a evolução até chegarmos a esse estagio da evolução.

Collins é inquestionavelmente um cientista de topo, mas ele está 100% errado quando diz que Deus usou a teoria da evolução para obter o que hoje existe. Imagina que tu estás no lugar de Deus: porque é que gastarias milhões de anos de morte e sofrimento para criar o ser humano?

O que Collins e outros evolucionistas tentam fazer é oferecer uma solução para um problema que não existe. O falso problema é: "a evolução está certa, e ela contradiz a leitura literal de Génesis. Como é que vamos resolver isto?" A "solução" deles é "Deus usou a teoria da evolução."

A resposta a isto é quebrar a primeira parte da frase, e mostrar que a evolução nunca aconteceu. Para além disso, não faz sentido nenhum colocar no final da questão Aquele que foi excluído à priori (Deus). Se as pessoas querem procurar "respostas naturais" para a origem da vida e das formas de vida, não faz sentido nenhum dizer, no fim, que "se calhar", foi assim que Deus  criou tudo.

Portanto, os Cristãos que acreditam que a evolução foi o método que Deus usou para obter o homem estão a contradizer a leitura contextual da Bíblia, e a fragilizar ainda mais a credibilidade da Palavra de Deus.

E falou:
Collins – Santo Agostinho, no ano 400, alertou para o perigo de se achar que a interpretação que cada um de nós dá à Bíblia é a única correta, mas a advertência foi logo esquecida.

Isto também se aplica à interpretação que Collins faz, obviamente.

A verdade dos factos é que isto é uma táctica muito comum entre os cultistas: eles tentam destruir ou fragilizar a ortodoxia, e depois tentam colocar a sua opinião ao mesmo nível do que a Igreja sempre defendeu.

Para além disso, o "alerta" de Santo Agostinho nada nos diz sobre Génesis 1 e Exodo 20:11
Agostinho já dizia que não há como saber exatamente o que significam os seis dias da criação. 
 
Claro que há. Durante toda a História do Cristianismo nunca houve dúvidas que os dias de Génesis eram dias normais,

http://darwinismo.wordpress.com/2011/06/25/os-dias-de-genesis/

O termo "dia" em Génesis está associado a um numérico ("dia primeiro", "dia segundo", etc) e a um limitador ("e foi a manhã", "e foi noite", etc). Em todo o resto da Biblia onde esta estrutura é aplicada, o termo dia tem sempre o significado de dia normal. Porque é que só em Génesis é que ele TEM que tomar um novo significado?
Um exemplo de que uma interpretação unilateral da Bíblia é equivocada é que há duas histórias sobre a criação no livro do Gênesis 1 e 2 – e elas são discordantes.

Este é um argumento muito antigo que os descrentes usam contra a Bíblia. Não me admira nada que os evolucionistas Cristãos também o usem, A verdade dos factos é que Génesis 1 fala da criação do Universo enquanto que Génesis 2 se foca de modo mais firme nos eventos do Jardim do Éden. Se tu fores a ler ambos os capítulos, nunca ficarás com a percepção duma "contradição" mas sim de dois pontos de vista do mesmo evento.
Isso deixa claro que esses textos não foram concebidos como um livro científico, mas para nos ensinar sobre a natureza divina e nossa relação com Ele.

Este é outro argumento muito usado pelos anti-Cristãos: "A Bíblia não é um Livro científico!". Claro que nenhum Cristão defende que a Bíblia é um Livro cientifico (cheio de fórmulas e equações), mas sim um Livro de História, Poesia e Doutrina. Afirmar que a Bíblia não é um Livro de ciência nada nos diz da sua veracidade histórica.

É o mesmo que afirmar que Cristiano Ronaldo não é um jogador de andebol. Sim, é verdade, mas isto não nos diz nada sobre o seu talento no futebol. Só porque a Bíblia não é um Livro científico (seja lá qual for o entendimento de "ciência" que os descrentes usam para atacar Génesis 1) isso não significa que as suas alegações históricas estejam erradas.

A isto acresce-se que o facto da Bíblia não ser um Livro de ciência é até bom, porque aquilo que constitui "conhecimento científico" encontra-se em constante revisão, modificação e auto-correcção, enquanto que a Bíblia - a Palavra de Deus - permanece Fiável através dos séculos. Portanto, sempre que alguém disser "A Bíblia não é um Livro de ciência", uma boa resposta é "Ainda bem, porque a Palavra de Deus não precisa de revisão".
Muitas pessoas que crêem em Deus foram levadas a acreditar que, se não levarmos ao pé da letra todas as passagens da Bíblia, perderemos nossa fé e deixaremos de acreditar que Cristo morreu e ressuscitou.

Não há Cristão algum no mundo que entende de forma literal todas as passagens da Bíblia. O que Collins parece querer dizer é "ou se leva os dias de Génesis de forma não-literal ou se leva TODA a Bíblia de forma literal": Isto é um argumento muito fraco uma vez que Génesis pode ser entendido de forma contextual e literal sem ter que se levar toda a Bíblia de forma literal. Se Collins acha que quem defende a historicidade dos dias de Génesis tem que ler toda a Bíblia de forma literal, ele é que tem que demonstrar como é que uma dá apoio a outra.
Mas ninguém pode afirmar que a Terra tem menos de 10 000 anos a não ser que se rejeitem todas as descobertas fundamentais da geologia, da cosmologia, da física, da química e da biologia.

Aqui neste ponto, Collins faz uma coisa que é normal nos evolucionistas ao tentar assustar os Cristãos com a ridícula tese de que rejeitar a evolução equivale a uma rejeição da geologia, da cosmologia, da física, da química e da biologia. A verdade dos factos é que estas áreas científicas em nada dependem da teoria da evolução.
Parece tb q John Lennox pensa assim. será isso verdade? isso não faz o menor sentido para mim

E não faz sentido nenhum para muitas pessoas. O problema com o Collins e o Lennox é que eles partem das opiniões humanas e querem forçar isso à Bíblia. Não há motivo nenhum para Deus usar um método tão cruel como a evolução para criar a vida. As únicas pessoas que defendem isso são aqueles que acreditam nisso INDEPENDENTEMENTE do que a Bíblia diz.
se eu acreditar num negocio desses estaria contradizendo a propria Biblia, pq se parar para pensar, se viemos da evolução, quando veio existir o pecado original ?

Exactamente. Se Deus usou a evolução, o que é o pecado original? Se Deus usou a evolução, porque é que em Génesis 1:31, logo após a Criação, Ele afirma que TUDO era muito bom? Se a morte, o sofrimento, a dor e tudo o mais, sempre fizeram parte da existência humana, porque é que a Bíblia diz que a morte é consequência do pecado de Adão?

E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual, agora, alcançamos a reconciliação. Por um homem vieram o pecado e a morte; por um homem, também, veio a graça que superabundou ao pecado - Romanos 5:11
q foi gerado pela desobediencia do homem?
Segundo Collins e Lennox, não houve Adão e Eva, mas se houve, a sua má conduta não teve efeitos nenhuns no mundo. Ou seja, a sua visão do mundo torna-se irracional e internamente incoerente. E eles devem saber disso.
Cara, eu penso de uma forma, ou eu acredito na Biblia ou não acredito. oq vc pensa ?
Basicamente, o mesmo que tu; não há harmonia possível entre a teoria da evolução e a Palavra de Deus. Quem diz que sim, invariavelmente tem que se contorcer para harmonizar duas visões do mundo tão antagónicas.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto e nem responderás só com links.
6. Escreverás "Deus" e não "deus", "Bíblia" e não "bíblia", "Jesus" e não "jesus".
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.