Poderá também gostar:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 11 de maio de 2014

As origens demoníacas da tradução "Novo Mundo"

A Sociedade Torre de Vigia está bem familiarizada com o Pastor Johannes Greber e com a sua tradução do Novo Testamento visto que entre 1956 a 1983 ele citaram-no pelo menos 9 vezes nas suas publicações. Sete dessas citações foram de natureza positiva e foram usadas para apoiar a tradução da Sociedade de certas passagens (tais como João 1:1), e outras duas foram de natureza negativa visto que foram usadas para expor Greber como um espiritista que havia dependido do mundo espiritual para traduzir o Novo Testamento.

Bem ao estilo da Torre de Vigia, e enquanto pôde, a Sociedade usou o trabalho de Greber mas quando finalmente foram expostos, eles hipocritamente colocaram-no de parte.

Tudo começou em 1956 quando foi revelado que Greber era um espiritista que havia traduzido o Novo Testamento com a ajuda dos espíritos de Deus. O artigo diz, parcialmente:

Isto é o que Johannes Greber diz na introdução da sua tradução do Novo Testamento, protegida por direitos de autor em 1937: "Eu mesmo era um padre Católico, e até chegar aos meus 48 anos de idade, não acreditava na possibilidade de comunicar com o mundo dos espíritos de Deus. No entanto, o dia chegou em que involuntariamente tomei o meu primeiro passo rumo a tal comunicação e experimentei coisas que me abanaram até ao âmago da minha alma".

Mantendo a extracção Católica Romana, a tradução de Greber encontra-se circundada com uma cruz em folha de ouro sobre a sua capa dura....Claramente, os espíritos em quem Greber acredita ajudaram-no na sua tradução (15 de Fevereiro)

Expor Greber como um espiritista certamente que foi a coisa certa de se fazer, e, de facto, foi algo consistente com os ensinamentos da Sociedade ao longo dos anos. Na sua edição de 1965 do livro "Make Sure Of All Things, Hold Fast To What Is Fine", eles dizem, "A práctica de qualquer forma de espiritismo acarreta a desaprovação Divina" (p. 469) e, "Destruam objectos relacionados com prácticas espiritistas." (p. 470).

No livro de 1968 "The Truth That Leads To Eternal Life", eles dizem:

Uma das formas através da qual os espíritos malignos enganam os homens e as mulheres é através do espiritismo... A Bìblia avisa-nos para nos distanciarmos de todas as prácticas associadas ao espiritismo.... Deus condena todas as formas de espiritismo. (p. 61).

Finalmente, no seu folheto de 1978 com o nome de "Unseen Spirits, Do They Help Us? or Do They Harm Us?" eles escrevem, "No antigo Israel, Deus ordenou que qualquer pessoa que practicasse o espiritismo fosse apedrejada até à morte" (p. 30); e, "Segundo a Palavra Inspirada, Jeová Deus odeia tais prácticas independentemente da forma que elas assumam ou em que continente elas são encontradas" (p. 31).

E finalmente, "Se queremos a amizade e protecção de Jeová, temos que colocar de parte todas as ligações e associações com o espiritismo nas suas mais variadas formas. Isto inclui lançar fora qualquer objecto relacionado com o espiritismo". (p. 41)

É por demais óbvio que eles sabem dos perigos do espiritismo, mas, tal como dito previamente, esta não é a história toda. Seis anos depois de exporem Greber como espiritista, eles agiram como se nunca tivessem feito tal coisa, e revelaram Greber como um erudito Bíblico (um erudito Bíblico altamente necessário) como forma de apoiar a sua rendição de João 1:1 na sua Tradução do Novo Mundo. Foi no ano de 1962 que isto ocorreu, quando a Sociedade apresentou o folheto com o título de "The Word, Who Is He? According to John". Eles citam a tradução de Greber de João 1:1 como "e a Palavra era um deus" (p. 5) em vez de "e a Palavra era Deus." A nota de rodapé diz:

O Novo Testamento - Nova Tradução e Explicação. Baseada nos manuscritos mais antigos, por Johannes Greber...edição de 1937, a parte frontal desta tradução estando carimbada com uma cruz dourada.

Portanto, não há qualquer tipo de erro em torno disto; tanto o artigo 1956 da Sociedade Torre de Vigia, bem como este folheto, estão a usar a mesma edição do Novo Testamento de Greber (1937, com a cruz dourada na capa). De facto, 1962 foi um bom ano para a Sociedade citar Greber, o erudito Bíblico, visto que eles voltaram a citá-lo no dia 15 de Setembro de 1965 (p. 554).

Depois disto, Greber volta a ser citado na edição de 1965 de "Make Sure..." (p. 489), o mesmo livro onde eles lançam um aviso contra a práctica de espiritismo, para além de ser citado no seu livro de referências "Aid to Bible Understanding" (1971, p. 1134 e 1669) e em mais duas edições da Torre de Vigia (15 de Outubro de 1975, p. 640, e 15 de Abril de 1976, p. 231).

A contínua inconsistência foi tornada pública no princípio dos anos 80 à medida que os pesquisadores da seita descobriam quem Greber realmente era. Vários indivíduos começaram a escrever à Sociedade Torre de Vigia perguntando onde é que eles poderiam obter uma cópia do Novo Testamento de Greber. Embora a Sociedade soubesse a morada da "Johannes Greber Memorial Foundation", tal como confirmado por uma carta do dia 20 de Dezembro de 1980 da Sociedade para a Fundação, eles deram moradas e fontes falsas para o seu Novo Testamento.

Numa carta de Dezembro de 1981, eles [a Sociedade Torre de Vigia] deu a um inquiridor uma morada dum edifício que já não existia. Numa carta em resposta à carta do inquiridor, a Sociedade sugeriu que ele tentasse a sua sorte junto da "American Bible Society" em New York. Era óbvio que a Sociedade estava envolvida numa processo de encobrimento ["cover-up"]; eles não queriam que os seus leitores soubessem quem Greber realmente era.

Numa carta registada enviada do dia 6 de Outubro de 1982 (recebida pela Sociedade no dia 12 de Outubro de 1982, segundo o aviso de recebimento), este autor informou a Sociedade da morada da Fundação de Greber, para futura referência. Logo, não é surpreendente encontra na Torre de Vigia, sob a secção "Questões para os Leitores" o seguinte:

"Porque é que, nos anos mais recentes, a organização Torre de Vigia deixou de usar a tradução do antigo padre Católica Johannes Greber?"

"...tal como indicado na apresentação para a edição de 1980 do Novo Testamento de Johannes Greber, esta tradução dependeu do "Mundo Espiritual de Deus" para o esclarecer sobre a forma como ele deveria traduzir as passagens difíceis. Ela declara: 'A sua esposa, Emma, uma médium do mundo Espiritual de Deus, foi instrumental na entrega das respostas correctas por parte dos Mensageiros de Deus para o Pastor Greber.' A organização Torre de Vigia considerou impróprio o uso duma tradução que tem uma conexão tão próxima com o espiritismo." (1 April 1983)

A Sociedade sempre soube que estavam a lidar com um espiritista, mas como estavam desesperados por obter fontes que confirmassem a sua própria Tradução Novo Mundo, a tradução de Greber tornou-se num bem valioso para a Sociedade - o que causou o nascimento do encobrimento.

Segundo a resposta dada em cima, a Sociedade não soube que Greber era um espiritista até que obteve uma cópia do seu Novo Testamento e leu o que apresentação dizia sobre isso. Essencialmente, eles estão a dizer que a edição de 1937 não revelava essa informação sobre Greber. Esta modificação da verdade pode ser demonstrada comparando a sua resposta com o que eles escreveram sobre Greber na Torre de Vigia de 1956.

Para além do que a Sociedade revelou sobre Greber nesse artigo, a introdução da edição de 1937 declara:

Quem, portanto, quiser saber o que é verdade e o que não é verdade na Bíblia, tal como a temos actualmente, pode ficar a saber apenas através da única forma através da qual as pessoas do passado, tementes a Deus, buscaram a verdade, nomeadamente, através da comunicação com o mundo espiritual de Deus.

Na rara ocasião onde o texto anunciado como o correcto pelos espíritos divinos não pôde ser encontrado em nenhum dos manuscritos disponíveis actualmente, usei o texto tal como me foi dado por esses espíritos.


Obviamente, a Sociedade tinha ao seu dispor informação suficiente para determinar que Greber era um espiritista, tal como eles o afirmaram no seu artigo de 1956.

Será que a Sociedade Torre de Vigia tem sido desonesta?

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto e nem responderás só com links.
6. Escreverás "Deus" e não "deus", "Bíblia" e não "bíblia", "Jesus" e não "jesus".
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.